Laura Honda-Hasegawa

Nasceu em São Paulo, Capital, em 1947. Atuou na área da Educação até 2009. A partir daí passou a se dedicar exclusivamente à escrita, a sua grande paixão. Escreve crônicas, contos, poemas e romances, tudo sob a ótica nikkei.

Atualizado em setembro de 2018

community ja pt

Histórias de Decasséguis

História nº 6 (Parte II) : Eis Mayumi! FELIZ NATAL!

História nº 6 (Parte I) >> De todas as datas festivas, o Natal é muito especial para os decasséguis. Não há quem fique de fora, todos aguardam ansiosamente por este dia. Reunindo-se com os familiares e amigos, todos conseguem esquecer, pelo menos um pouco, a vida corrida dos outros dias. É o momento também de matar as saudades do Brasil.  Mas o problema é que o dia de Natal não é feriado no Japão. Então quem não pode faltar no trabalho, tem de comemorar na véspera, mesmo assim e…

continue a ler

community ja pt

Histórias de Decasséguis

História nº 6 (Parte I): Que é de “Mayumi”?

Logo de manhã cedo, a jovem andava pela cidade carregando uma cesta com ambas as mãos. Sentou-se no banco do jardim para uma breve pausa. Olhou para o céu e viu nuvens carregadas avançando para um lado e sentiu que estava sendo levada junto para algum lugar. Olhando para o chão, folhas secas se acumulavam e se estendiam como um tapete, parecendo mostrar a direção a seguir. “Com certeza, estou sendo conduzida para o caminho correto” - dizendo isto, levantou-se e segurando a cesta com muito cuidado, atravessou o jardim.   O c&eac…

continue a ler

community ja pt

Histórias de Decasséguis

História nº 5 (Parte II): Clayto - Uma história de sangue, suor & samba

Parte I >> E foi pulando de emprego em emprego, de cidade em cidade. Como consequência, foi-se distanciando cada vez mais da família no Brasil. A foto da filhinha de 2 anos ele nem chegou a ver. E quando se deu conta, tinha virado professor de samba! Não que ele tivesse planejado isto, foi tudo puro acaso. Um dia ele estava aguardando o trem, quando avistou na plataforma do outro lado uma estudante colegial de uniforme azul-marinho, longos cabelos pretos presos nos dois lados, ar sereno, uma graça. Na mesma hora quis se comunicar com ela, gesticulando muito…

continue a ler

community ja pt

Histórias de Decasséguis

História nº 5 (Parte I): Clayto - Uma história de sangue, suor & samba

O menino Clayto até que teve uma infância normal, jogando bola no campinho, levando bronca da professora, machucando-se ao escalar montes, quebrando perna e braço subindo em árvores, torcendo o pé ao fugir correndo depois de roubar manga do quintal do seu Zé. Mas tudo mudou na vida dele quando estava com 8 anos de idade. Sua mãe foi embora para a terra dela, Pernambuco, levando as 2 filhas menores e deixando “o pestinha” para trás. O pai, que já era chegado numa bebida, começou a beber cada vez mais até ca…

continue a ler

community ja pt

Histórias de Decasséguis

História nº 4: Saudade

Kimiko estava um dia ajudando na mudança do filho, quando encontrou algo inesperado. Dentro de uma gaveta, bem no fundo, estava uma lata. Era uma lata dos “Biscoitos Duchen” que quando criança só podia saborear de vez em quando. Ficou com muitas saudades daquele tempo, mas ela não se lembrava de ter esquecido na casa do filho. Mesmo assim, por que Alex estaria guardando-a com tanto zelo? Ficou curiosa para saber o que a lata continha. Nisto, o neto Marco veio chamá-la: “Batchan, vamos logo”. Era dia de mudança, então iam…

continue a ler