Discover Nikkei Logo

https://www.discovernikkei.org/pt/journal/2010/2/9/japones-para-principiantes/

Japonês para iniciantes

Acordei com uma ligação da Midori , ela me disse que tinha feito um curso de reiki e me perguntou se eu queria almoçar sushi com ela. Eu a conheci em um workshop de origami na semana anterior e gostei dela, não sei por que pensei que um quimono ficaria perfeito nela. Aceitei e combinamos local e horário. Saí de casa rapidamente para não me atrasar para as aulas de caratê . Frequento desde criança, lembro de sonhar em me tornar um samurai. Depois disso voltei para casa e percebi que tinha tempo de ler a revista Sugoi , que sempre traz boas matérias sobre mangás e animes . Eu me diverti tanto que me atrasei e voei para encontrar Midori. Havia tanto trânsito que me atrasei ainda mais. Essa situação me lembrou que eles querem implementar algo chamado “onda verde”, um plano para acelerar o trânsito. Mas naquele momento eu precisava mais de um “ tsunami verde” que me levasse direto ao restaurante. No final, cheguei cerca de meia hora atrasado e Midori ficou chateada. Ofereci-me para comprar para ela não apenas sushi , mas também uma porção generosa de sashimi e levá-la ao karaokê mais tarde. Corri tantos riscos quanto um kamikaze , mas não adiantou. “ Sayonara ”, ele me disse naquele dia e desde então procuro sempre sair mais cedo para todos os meus compromissos.

Algumas palavras japonesas tiveram um impacto profundo no espanhol peruano. Eles não são usados ​​apenas nos contextos que ditariam seu verdadeiro significado, mas estão presentes em qualquer conversa. Para Julio Hevia, psicólogo e estudioso de línguas, foram tantos os confrontos culturais no Peru que não é de surpreender que a fonética japonesa atraia tanto.

“São como curtos-circuitos constantes que ocorreram ao longo do tempo. A imigração japonesa não só trouxe a sua comida e música, mas a sua língua também se fundiu com a nossa. Isso, somado à grande variedade de programas japoneses exibidos na televisão, permitiu aos jovens assimilar melhor algumas palavras gerais”.

Da mesma forma, Hevia, autora do livro de gírias “Fala Jogador”, afirma que essa assimilação ocorre com maior intensidade na população jovem porque são os mais abertos à mudança.

“São os meninos que são mais flexíveis na linguagem, eles transformam palavras, mudam, cortam, invertem e isso faz deles um grupo que aceita mais e melhor palavras novas. Pelo contrário, adultos ou idosos não são tão permitidos”, diz Hevia.

Ícones de palavras

Grande parte da razão pela qual as palavras japonesas são usadas naturalmente em espanhol é o seu significado poderoso. O japonês oferece palavras que são uma definição em si. Ao dizer 'samurai', não estamos dizendo que se trata de um guerreiro qualquer. A particularidade da palavra é que se refere a uma pessoa específica com características definidas.

A cultura japonesa é tão diferente e única que palavras de outras línguas não são suficientes para definir e explicar. Outro exemplo é a palavra ‘karaokê’, que se refere a uma atividade japonesa. Em nenhuma outra parte do mundo se cantava lendo letras de músicas tão populares. É por isso que agora é uma palavra universal.

Da mesma forma, a gastronomia japonesa viajou e impôs-se ao resto do mundo, levando consigo as suas palavras. O ‘Sushi’ transcendeu não só pelo sabor, mas também pelo nome. Quem sabe se teria o mesmo sucesso se tivesse outro nome no Peru.

A tecnologia

Os avanços tecnológicos aumentam o nosso vocabulário e estamos agora num contexto de novos produtos e artefactos inventados. Parte da hegemonia desta revolução tecnológica é, sem dúvida, detida pelo Japão e para Julio Hevia este é também um factor a ter em conta.

“É uma forma de adquirir facilmente os sons japoneses. Parece-me que há uma facilidade no consumidor contemporâneo em captar o que está proliferando, o que pode ser aderido. As coisas estáveis ​​cheiram a velho, até a memória das pessoas é de agora, de curto alcance, devido à tecnologia. Dependemos disso e isso nos obriga a aprender novas palavras”, afirma.

Quanto à televisão, séries japonesas como Jiban ou Liveman, ou as dezenas de animes que fizeram tanto sucesso no meio, familiarizaram as pessoas com nomes japoneses. Não é por acaso que alguns peruanos não-Nikkei agora batizam seus filhos com nomes japoneses. Antes acontecia com o “Michael” e o “John”, agora são Midori e Ryu.

Muitos cientistas afirmam que o conhecimento começa com a linguagem. Se assim for, ter uma linguagem variável enriquecida com outras influências só aumenta o nosso conhecimento. Bem-vindos, então, às palavras japonesas.

* Este artigo foi publicado graças ao acordo entre a Associação Japonesa Peruana (APJ) e o Projeto Descubra Nikkei. Artigo publicado originalmente na revista Kaikan nº 42.

Text © 2009 Asociación Peruano Japonesa y Daniel Goya Callirgos; Fotos: © 2009 Asociación Peruano Japonesa

línguas Peru
About the Authors

Luis Daniel Goya Callirgos é comunicador e jornalista. Foi editor da Revista Asia Sur, editor do jornal Correo e editor web do Grupo EPENSA. Foi editor da Eva Magazine e editor de edições do suplemento turístico Viajero, ambos do Grupo El Comercio. Ganhou por dois anos consecutivos o Prêmio ETECOM de Comunicação na categoria Imprensa Digital e obteve o primeiro lugar no concurso Crônicas Jornalísticas organizado pela Universidade Peruana de Ciências Aplicadas (UPC). Foi finalista do Concurso Extraordinário de Projetos de Documentário CONACINE e do Concurso DOCTV IB II. Foi repórter de televisão, colunista de imprensa escrita e dirige um dos blogs mais lidos sobre séries de televisão no Peru.

Última atualização em janeiro de 2010


A Associação Peruano Japonesa (APJ) é uma organização sem fins lucrativos que reúne e representa os cidadãos japoneses residentes no Peru e seus descendentes, como também as suas instituições.

Atualizado em maio de 2009

Explore more stories! Learn more about Nikkei around the world by searching our vast archive. Explore the Journal
Estamos procurando histórias como a sua! Envie o seu artigo, ensaio, narrativa, ou poema para que sejam adicionados ao nosso arquivo contendo histórias nikkeis de todo o mundo. Mais informações
Discover Nikkei brandmark Novo Design do Site Venha dar uma olhada nas novas e empolgantes mudanças no Descubra Nikkei. Veja o que há de novo e o que estará disponível em breve! Mais informações

Discover Nikkei Updates

CRÔNICAS NIKKEIS #13
Nomes Nikkeis 2: Grace, Graça, Graciela, Megumi?
O que há, pois, em um nome? Compartilhe a história do seu nome com nossa comunidade. Inscrições já abertas!
NOVIDADES SOBRE O PROJETO
NOVO DESIGN DO SITE
Venha dar uma olhada nas novas e empolgantes mudanças no Descubra Nikkei. Veja o que há de novo e o que estará disponível em breve!