Discover Nikkei Logo

https://www.discovernikkei.org/pt/journal/chronicles/growing-up/

Crescendo Nikkei: Conectando com a Nossa Herança Cultural

Crônicas Nikkeis #12
Crescendo Nikkei: Conectando com a Nossa Herança Cultural

O tema da 12ª edição das Crônicas Nikkeis—Crescendo Nikkei: Conectando com a Nossa Herança Cultural—aborda algumas perguntas, entre as quais: Você participou em que tipos de eventos da comunidade nikkei? Quais as histórias de infância que você ouviu sobre a comida nikkei? Como você aprendeu japonês quando criança? 

O Descubra Nikkei solicitou histórias relacionadas à esse tema de junho a outubro de 2023. A votação foi encerrada em 30 de novembro. Recebemos 14 histórias (5 em português, 7 em inglês, 3 em espanhol e 0 em japonês) do Brasil, Peru e Estados Unidos, sendo que uma delas foi enviada em vários idiomas.

Agradecemos a todos que enviaram as suas histórias Crescendo Nikkei!

Pedimos ao nosso comitê editorial que selecionasse as suas histórias favoritas. Nossa comunidade Nima-kai também votou nas histórias que gostaram. Aqui estão as suas escolhidas!

Aviso: Ao enviar a sua história, você concede permissão ao Descubra Nikkei e ao Museu Nacional Japonês Americano de postar o seu artigo e imagens no site DiscoverNikkei.org, como também possivelmente em outras publicações impressas ou online que sejam afiliadas a este projeto. Tal permissão inclui quaisquer traduções do seu trabalho relacionadas ao Descubra Nikkei. Você, o autor, retém os direitos autorais. Para maiores informações, leia os Termos de Serviço e a Política de Privacidade do Descubra Nikkei.

A favorita dos Nima-kai

en
ja
es
pt
23 stars

Fazendo as Pazes com a Imperfeição: Uma Jornada de Autoconhecimento no Japão

Lauren Rise Masuda • 24 de Outubro de 2023

No começo da primavera de 2023, eu cheguei em Tóquio, no Japão, junto com a mi…

A Favorita do Comitê Editorial

Português

Comentário de Laura Honda-Hasegawa
Crescendo Nikkei contou com a participação de cinco mulheres nikkeis brasileiras que falaram de como a cultura japonesa influenciou suas vidas, bem como abriram o coração para expor seus sentimentos, percepções e dúvidas com relação à identidade de ser uma nikkei. Assim como temos histórias surpreendentes, nossa atenção é despertada por aquelas repletas de episódios dos mais interessantes, a ponto de fazer com que a missão de selecionar apenas uma se torne algo dificílimo. Acabamos por optar pela história que aborda de forma completa o tema proposto: “Arigatai!!!”

A autora, Edna Hiromi Ogihara Cardoso, retrata com propriedade como a sua vida esteve conectada às coisas do Japão desde a infância: culinária, língua, mangá, revistas importadas, artes, eventos da comunidade nikkei. Atualmente, Edna compartilha com sua jovem filha a rica herança que lhes foi transmitida e junto com a família, todos dão graças por tudo! Arigatai!!!

Inglês

Comentário de Alden M. Hayashi
Os textos atendendo ao tema Crescendo Nikkei foram todos tão bem escritos, repletos de lembranças tocantes e sinceras; algumas delas ternas e belas, outras comoventes e lamuriosas. Dentre os textos em inglês, o meu favorito foi “Uma Infância em Albuquerque”, de Edna Horiuchi. Este artigo me tocou muito porque os meus pais, assim como os pais da Edna, cresceram no Havaí; a diferença é que os meus pais ficaram por lá para constituir família, enquanto que os pais da Edna se mudaram para os Estados Unidos continentais. Por isso, não tinha como não ler o seu reflexivo e instigante artigo sem me perguntar como a minha vida teria sido diferente se, seja lá por que razão, os meus pais também tivessem se mudado para o “continente”.

Edna oferece detalhes abundantes sobre essa outra vida longe do Havaí, como por exemplo: ser a única aluna nikkei na escola primária (até a chegada do irmão mais novo); receber perguntas chatas dos colegas de escola (ela dormia no chão e comia numa mesa baixinha?); ter que atravessar a cidade até uma lojinha japonesa para comprar shoyu, missô e outros produtos alimentícios; e comemorar o oshogatsu com seus “parentes adotivos”. Fiquei especialmente comovido com a lembrança da sua visita ao Ala Moana Center quando a sua família viajou para Honolulu. Ela ficou maravilhada com a multidão de pessoas de origem do leste asiático fazendo compras no movimentado shopping center ao ar livre. Naquele local, eu poderia ter sido uma das muitas pessoas de origem asiática, e a lúcida e vívida narrativa de Edna me fez sentir como seria me ver naquele dia, mas através de um par de olhos muito diferentes. 

Espanhol

en
ja
es
pt

Jinsei no aki (O Outono da Vida)

Roberto Oshiro Teruya • 9 de Agosto de 2023

Comentário de Harumi Nako Fuentes 
Como é crescer como nikkei e estar conectado(a) com a sua herança cultural? Não existe uma resposta unívoca. Para os descendentes de japoneses em todo o mundo, essa conexão com as suas raízes é incrivelmente variada e rica, como demonstram os artigos que recebemos atendendo à esta chamada. Esses relatos nos contam sobre experiências da infância e aprendizagens através da arte, como também sobre a busca e a redescoberta do que é a própria identidade.

A história selecionada, “Jinsei no aki (O Outono da Vida)”, aborda episódios familiares onde se misturam tradições e rituais, assim como tristezas e esperanças, numa íntima narrativa – mas na qual muitos poderão se ver refletidos.

De fato, ler essa história faz com que a gente diga natsukashii, como diz o próprio autor. Num esforço para não deixar cair no esquecimento as suas experiências pessoais, ele se recorda delas e as compartilha com os leitores, nos cativando com o seu olhar nostálgico e comovente. Dessa forma, chegar aos 60 anos se torna mais que um outono; é uma primavera na qual florescem memórias e evocações que, com as suas particularidades, alimentam a história e a memória da comunidade nikkei.

Histórias

en
ja
es
pt
19 stars

The silence of our conversations

Thais Okubaro

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
14 stars

Auterity

Tereza Yamashita

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
16 stars

At Tanabata Matsuri I heard a call

Isabella Ikeda Leite

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
11 stars

What is it to be Nikkei?

Gaby Kutzuma Sameshima

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
14 stars

Arigatai!!!

Edna Hiromi Ogihara Cardoso

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
15 stars

An Albuquerque Childhood

Edna Horiuchi

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
16 stars

Tea ceremony: When everyday life becomes art

Graciela Nakachi Morimoto

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
20 stars

Between Two Kanji

Liana Nakamura

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
23 stars

Embracing Imperfection: A Journey of Self-Exploration in Japan

Lauren Rise Masuda

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
12 stars

Shared Memories

Mary Sunada

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
9 stars

Rice, Race, and Growing up Hafu

Amelia Ino

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
11 stars

To Be Nikkei

Kayla Kamei

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
25 stars

Jinsei no aki (Autumn of Life)

Roberto Oshiro Teruya

en
ja
es
pt

en
ja
es
pt
14 stars

Finding My Community

Drew Yamamura

en
ja
es
pt

Parceiros da comunidade

Asociación Peruano Japonesa Logo

Asociación Peruano Japonesa

A Asociación Peruano Japonesa (APJ—Associação Peruana Japonesa) é uma organização sem fins lucrativos que representa a comunidade nikkei peruana e as suas instituições. Fundada em 3 de novembro de 1917, a APJ preserva a memória dos imigrantes japoneses e seus descendentes, realiza atividades de promoção cultural e assistência social, e presta serviços de educação e saúde. A APJ também promove o intercâmbio cultural, científico e tecnológico entre o Peru e o Japão, fortalecendo as relações amistosas entre os dois países.

Japanese American Museum of Oregon Logo

Japanese American Museum of Oregon

A missão do Museu Japonês Americano do Oregon (Japanese American Museum of Oregon) é preservar e honrar a história e a cultura dos nipo-americanos da costa noroeste dos E.U.A., educar o público sobre as experiências dos nipo-americanos durante a Segunda Guerra Mundial, e lutar pela proteção dos direitos civis de todos os americanos. Anteriormente conhecido como o Centro do Legado Nikkei do Oregon, o nosso museu é um lugar de cultura e pesquisa, além de servir como um inestimável recurso para explorar as experiências dos nikkeis e o seu papel na comunidade multicultural do Oregon. O nosso espaço dedicado à exposição permanente tem como destaque a imigração issei e a nova vida no Oregon, o Nihonmachi (Bairro Japonês), e as experiências dos nikkeis desde a Segunda Guerra Mundial até os dias de hoje.

Japanese Canadian Cultural Centre Logo

Japanese Canadian Cultural Centre

Fundado em 1963, o Centro Cultural Japonês Canadense (JCCC - Japanese Canadian Cultural Centre, no original em inglês) é uma organização sem fins lucrativos que comemora a cultura, a história e o legado único dos nipo-canadenses para o usufruto de todos os canadenses, e que também homenageia a história da comunidade nikkei e as suas contribuições na construção do nosso país. Um centro multicultural, o JCCC é reconhecido mundialmente como uma importante e vibrante instituição comunitária. O Centro conta com 5.200 membros, quase metade dos quais de ascendência não-japonesa; atrai mais de 210.000 visitantes por ano para os seus festivais, concertos, competições de artes marciais e eventos especiais; e abriga o Programa Educacional Descubra o Japão, que a cada ano recebe 15.000 crianças em idade escolar. O JCCC já acolheu um grande número de convidados e dignitários, incluindo as Suas Majestades, o Imperador e a Imperatriz do Japão, e a Sua Alteza Imperial, a Princesa Takamado.

Comitê Editorial

Estamos profundamente gratos pela participação do nosso Comitê Editorial:

  • PORTUGUÊS
    Laura Honda-Hasegawa, nasceu na Capital de São Paulo em 1947, atuou na área da educação até 2009. Desde então, tem se dedicado exclusivamente à literatura, escrevendo ensaios, contos e romances, tudo sob o ponto de vista nikkei. Passou a infância ouvindo as histórias infantis do Japão contadas por sua mãe. Na adolescência lia mensalmente a edição de Shojo Kurabu, revista juvenil para meninas importada do Japão. Assistiu a quase todos os filmes de Ozu, desenvolvendo, ao longo da vida, uma grande admiração pela cultura japonesa.

  • INGLÊS
    Alden M. Hayashi é um Sansei que nasceu e foi criado em Honolulu, mas agora vive em Boston. Após escrever sobre ciência, tecnologia e negócios por mais de trinta anos, ele recentemente começou a escrever ficção para preservar as histórias da experiência nikkei. Seu primeiro romance, Two Nails, One Love, foi publicado pela Black Rose Writing em 2021. Seu site: www.aldenmhayashi.com.

  • ESPANHOL
    Harumi Nako Fuentes é formada em Comunicação Social com ênfase em jornalismo pela Universidade de Lima. Ela trabalhou em instituições públicas e privadas – como professora, analista de imprensa, redatora e editora de diversas publicações. Também fez cursos de especialização em imagem e marketing e é diplomada em Gestão Cultural. Atualmente, ela atua como Gerente de Comunicações da Associação Peruana Japonesa (APJ), é editora da revista Kaikan, e pertence ao comitê editorial do Fundo Editorial da APJ.

  • JAPONÊS
    Emily Anderson é curadora de projetos no Museu Nacional Nipo-americano (JANM) e especialista em Japão Moderno. Tendo recebido seu PhD em História Japonesa Moderna pela UCLA em 2010, foi professora assistente de História Japonesa na Universidade do Estado de Washington (Pullman, Washington) de 2010-2014 e pós-doutorada pela Universidade de Auckland em 2014. Autora de Christianity in Modern Japan: Empire for God (Bloomsbury, 2014) e editora de Belief and Practice in Imperial Japan and Colonial Korea (Palgrave MacMillan, 2017), bem como uma série de artigos e capítulos de livros sobre religião e imperialismo no Japão e no Pacífico. Também tem ampla experiência na organização de exposições em museus, incluindo a co-curadoria de Boyle Heights: Power of Place (JANM, 2002-2003), Cannibals: Myth and Reality (Museu do Homem de San Diego, 2015 em andamento) e Sutra and Bible: Faith and Japanese American World War II Incarceration (JANM, 2022-2023).

Agradecemos à Jay Horinouchi pelo design de nosso emblema desta série, bem como aos nossos voluntários incríveis e parceiros que nos ajudaram a rever, editar, disponibilizar os arquivos online e a promover este projeto!

Discover Nikkei Updates

CRÔNICAS NIKKEIS #13
Nomes Nikkeis 2: Grace, Graça, Graciela, Megumi?
O que há, pois, em um nome? Compartilhe a história do seu nome com nossa comunidade. Inscrições já abertas!
NOVIDADES SOBRE O PROJETO
NOVO DESIGN DO SITE
Venha dar uma olhada nas novas e empolgantes mudanças no Descubra Nikkei. Veja o que há de novo e o que estará disponível em breve!