Discover Nikkei Logo

https://www.discovernikkei.org/pt/journal/2024/5/16/nikkei-uncovered-90/

Lembrando através do fogo

Reconhecendo a interseccionalidade e os aspectos multifacetados da nossa comunidade, estamos entusiasmados este mês em apresentar o poeta, educador e guerreiro escritor, Matthew Mejia. Baseado em Hacienda Heights e oriundo de ascendência indígena, mexicana e japonesa, Matthew nos leva através de duas correntes de consciência, orientando-nos para os dons de sonhar, de sobreviver além do fogo da luta, de lembrar tudo isso. Aproveitar…

—traci kato-kriyama

* * * * *

Matthew Mejia é um poeta americano e professor premiado cujo trabalho e pesquisa exploram o trauma, o medo, a dor, a epistemologia, a pedagogia e o eu. Ele é motivado e inspirado por sua ascendência japonesa, mexicana e indígena. Eu sou o sonho dos meus antepassados ​​e os ossos deles são meus . Através da arte, ele continua a curar gerações de violência e abuso, a fim de unificar as suas comunidades. Na sala de aula, ele defende o sucesso dos alunos e acredita verdadeiramente que os alunos são a base da academia. Matthew iniciou uma organização sem fins lucrativos de defesa das artes 501c3, Nervous Ghost Press, com a ideia fundamental de que escrever salva vidas. Todas as pessoas merecem vivenciar a beleza e o poder das artes, e sempre lutarei para ilustrar que nossas vozes carregam poder e força.

 

SOMOS SUFICIENTES PARA SER ESQUECIDOS

Suponho que algumas coisas deveriam acontecer
Mas quem sabe
Será que podemos mesmo

Pense nas coisas que perdemos
Mesmo sem possuí-los
Os pensamentos que temos quando não há palavras

O suficiente para ser esquecido.

O que sobrou quando nada era
Sempre lá para começar
Quando ninguém estava ouvindo
o que nunca foi dito
nunca se pensou que deveria haver
uma maneira de lembrar
pensar no passado a partir
um futuro

fingimento com o sufixo eu te amo
e eu não vou te esquecer
mas então um dia

mais cedo do que esperamos
do que prometemos

se foi. Nós nos lembramos deles verdadeiramente
ou são histórias das nuvens
para nos embalar enquanto dormimos

para começar tudo de novo no dia seguinte.
Até que sejamos nós
Quem são respiração e som
E perdido.

 

POR QUE LEMBRAR DELES NO FOGO?

Os pés se movem mais rápido no frio
em silêncio os incêndios não são o caminho de volta
sem sinais de fumaça
não dessa vez
não sobraria nada
destruir se não fosse pelas lápides
construído por gerações

espero o que está por vir
o que está por vir é
algo que vale a pena trauma
algo que vale pesadelos
coiotes seguem os fracos para se banhar
a força de passar por bolhas e
ossos nus ensanguentados com o
algum dia tudo ficará bem algum dia
nem uma vez esses sonhos morrerão
sobreviveu em sangue em sorrisos e
riso infantil
deixe-os ser monstros e dragões no espaço
não há necessidade de respirar, há o suficiente
por que lembrar deles no fogo?

A revolução começou
construir os mausoléus com o
corpos dos malditos
almas sem redenção
colha pensamentos e empilhe-os bem alto
nada passa
nada passa por isso é
merecido é querido e querendo
as ruas ficarão vermelhas com o

ruas
é uma mensagem que gerações estão preparando
para este momento além de tudo
o que foi e será é
tolos ouro colhido e extraído
com uma defesa estúpida nascida por
e criado de mentiras
por que lembrar deles no fogo?
A terra está envenenada
esperando para ser cultivado em
raiva ódio e o abandono
de visões de fortuna
um lugar-comum que se acredita ser o destino
um legado contaminado
agora
agora
agora
não é mais necessário o prazo mais longo
é rápido e, ah, tão rápido
está esquecido
a razão
a luta
de pé desafiadoramente contra o céu
apenas com as mãos
não deveria parar
ainda não
há algo mais
é isso ?

Segure com graças com
confusão total e resolução
o vento carrega o que não pode
seja levantado o que não será
ser sufocado queima mais brilhante do que qualquer coisa
mensagem fingida pintada nas paredes e
em crânios
sacrifícios ainda não foram desperdiçados

borda se aproxima mais do
ruína das tentações da violência
com violinos mesquinhos orquestrando um caminho para casa
ouça controlado sem propósito
ouça as folhas caindo cantando
ouça a neve crocante e curada
não é mais um detrimento elementar
um corpo sagrado de cabeça para baixo

olhos não é o futuro ainda não
termina aqui?
Destas mãos?
feridas curadas pelo pó e por que causa?

Pé após pé não se estendeu
desisti e ainda e
então por que,
por que lembrar deles no fogo?

*Esses poemas são protegidos por direitos autorais de Matthew Mejia (2024)

 

© 2024 Matthew Mejia

literatura Matthew Mejia poesia poetas
Sobre esta série

Nikkei a Descoberto: uma coluna de poesia é um espaço para a comunidade Nikkei compartilhar histórias através de diversos textos sobre cultura, história e experiências pessoais. A coluna conta com uma ampla variedade de formas poéticas e assuntos com temas que incluem história, raízes, identidade; história - passado no presente; comida como ritual, celebração e legado; ritual e suposições da tradição; lugar, localização e comunidade; e amor.

Convidamos a autora, artista e poeta Traci Kato-Kiriyama para ser curadora dessa coluna mensal de poesia, na qual publicaremos um ou dois poetas na terceira quinta-feira de cada mês - de escritores experientes ou jovens, novos na poesia, a autores publicados de todo o país. Esperamos revelar uma rede de vozes relacionadas por meio de inúmeras diferenças e experiências conectadas.

 

Mais informações
About the Authors

Matthew Mejia é um poeta americano e professor premiado cujo trabalho e pesquisa exploram o trauma, o medo, a dor, a epistemologia, a pedagogia e o eu. Ele é motivado e inspirado por sua ascendência japonesa, mexicana e indígena. Eu sou o sonho dos meus antepassados ​​e os seus ossos são meus. Através da arte, ele continua a curar gerações de violência e abuso, a fim de unificar as suas comunidades. Na sala de aula, ele defende o sucesso dos alunos e acredita verdadeiramente que os alunos são a base da academia. Matthew iniciou uma organização sem fins lucrativos de defesa das artes 501c3, Nervous Ghost Press, com a ideia fundamental de que escrever salva vidas. Todas as pessoas merecem vivenciar a beleza e o poder das artes, e sempre lutarei para ilustrar que nossas vozes carregam poder e força.

Atualizado em maio de 2024


Traci Kato-Kiriyama é uma artista, atriz, escritora, autora, educadora e organizadora de arte + comunidade, que divide o tempo e o espaço em seu corpo com base em gratidão, inspirada pela audácia e completamente insana - muitas vezes de uma só vez. Ela investiu apaixonadamente em vários projetos que incluem o Pull Project (PULL: Tales of Obsession); Generations Of War [Gerações de Guerra]; The Nikkei Network for Gender and Sexual Positivity [Rede Nikkei para Gênero e Positividade Sexual] (título em constante evolução); Kizuna; Budokan of LA; e é a diretora/co-fundadora do Projeto Tuesday Night e co-curadora de seu emblemático “Tuesday Night Cafe”. Ela está trabalhando em um segundo livro de escrita/poesia em sintonia com a sobrevivência, previsto para publicação no próximo ano pela Writ Large Press.

Atualizado em agosto de 2013

Explore more stories! Learn more about Nikkei around the world by searching our vast archive. Explore the Journal
Estamos procurando histórias como a sua! Envie o seu artigo, ensaio, narrativa, ou poema para que sejam adicionados ao nosso arquivo contendo histórias nikkeis de todo o mundo. Mais informações
Discover Nikkei brandmark Novo Design do Site Venha dar uma olhada nas novas e empolgantes mudanças no Descubra Nikkei. Veja o que há de novo e o que estará disponível em breve! Mais informações

Discover Nikkei Updates

CRÔNICAS NIKKEIS #13
Nomes Nikkeis 2: Grace, Graça, Graciela, Megumi?
O que há, pois, em um nome? Compartilhe a história do seu nome com nossa comunidade. Inscrições já abertas!
NOVIDADES SOBRE O PROJETO
NOVO DESIGN DO SITE
Venha dar uma olhada nas novas e empolgantes mudanças no Descubra Nikkei. Veja o que há de novo e o que estará disponível em breve!