Elisa Massae Sasaki

Elisa Massae Sasaki é Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e atualmente é Professora Visitante do Setor de Japonês do Depto. de Letras Clássicas e Orientais, do Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Tese de Doutorado intitulada:  “Ser ou não ser japonês? A construção da identidade dos brasileiros descendentes de japoneses no contexto das migrações internacionais do Japão contemporâneo” (2009).

Atualizado em março de 2010


migration pt

Um Olhar sobre o ‘Movimento Dekassegui’ de Brasileiros ao Japão no Balanço do Centenário da Imigração Japonesa ao Brasil - Parte 2

>> Parte 1A partir de 2000A partir de 2000, começou a aumentar o número de brasileiros com visto permanente no Japão. Isso significa que a estada deles veio aumentando nesse país. Desde que os brasileiros passaram a permanecer por mais tempo no Japão, os problemas geralmente estão relacionados com os seguintes aspectos. A questão do trabalho e emprego. Muitos nipo-brasileiros foram empregados indiretamente, dentre os quais muitos foram contratados por um período curto de pelo menos 3 meses. Mais de 80% destes estavam na indú…

Read more

migration pt

Um Olhar sobre o ‘Movimento Dekassegui’ de Brasileiros ao Japão no Balanço do Centenário da Imigração Japonesa ao Brasil - Parte 1

IntroduçãoAs comemorações do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil foram realizadas durante o ano de 2008, produzindo inúmeros registros sobre a presença nipônica no Brasil ao longo do século XX. Dentro desse imenso cenário centenário, as suas duas últimas décadas foram marcadas por um deslocamento de brasileiros descendentes de japoneses do Brasil ao Japão como trabalhador não-qualificado, que ficou conhecido como “Movimento Dekassegui”1. Se no final dos anos…

Read more

community en pt

The Multiple Identities of the Nikkei Community

Brazilians in Japan

The Brazilians went to Japan since the middle of the 1980s, at the end of 20th century, looking for a dream, moved by hope, for a better life. In this same period, many other Brazilians also went to other destinations around the world: United States, Paraguay, and Europe. Many Latin-Americans from border countries close to Brazil and other foreigners, such as Koreans, Chinese, and Angolans came to Brazil in the last decades, making the scenario of population dislocation around the world more complex in the face of the compression of the time and the space that David Harvey characterized as a …

Read more

Series this author contributes to